Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008

Sou criança, sou menino...

 

 

Sou criança, sou menino, descalço sem rumo

Sou órfão deste lugar, deste caminho, deste mundo

Onde o meu pequeno futuro se esvai, se perde

Não porque eu quero...

Não porque eu sinto...

Simplesmente porque sou menino!

Menino sem pátria, um simples pária

Vivendo na lata das latas humanas

Nos guetos desta miséria de vida

Dizem que é do meu sangue, da minha história

Meu sangue é vermelho e o deles?

Dizem que roubo, mato, que tenho minha alma vendida

Esquecem-se de mim, perdem a memória

Esquecem-se que já foram meninos

Que sonharam, que brincaram

Esquecem-se ...

Sou criança, sou menino

Sou simplesmente alguém que pede uma mão

uma oportunidade, uma justiça

Quero viver, brincar, crescer

Quero ter uma vida, uma casa de banho

Quero um quarto meu, quero aprender

Atiram-me com os subsídios e os demais logros

Dizendo que não gosto de trabalhar

Dizendo que sou feito da mais pura preguiça

Que não gosto de lutar

Que ando de terra em terra

que sou um sem lugar

Sou criança, sou menino

Sou alguém que espera um sonho, uma quimera

Sou simplesmente um menino como os outros

 

Poema dedicado aos meninos de etnia cigana com quem trabalho todos os dias. Que apesar de todas as dificuldades, vão lutando para ter um vida melhor. Longe de preconceitos e xenofobias. Trabalho numa comunidade (casas de madeira e lata) onde fui desde o início recebido de braços abertos.

A eles obrigado por me receberem como um deles.

 

publicado por ciganosdabaralha às 08:25

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Outubro de 2008

Também aprendo com eles

 

 

Momentos como este mostram o que é trabalhar com crianças, muitas vezes rotuladas com uma parafernália de adjectivos, com vontade de aprender. Este espaço foi o primeiro que tivemos, na sede do Castiis. Hoje já estamos a trabalhar no acampamento, lugar onde está montada a sede dos ateliês.

publicado por ciganosdabaralha às 21:05

link do post | comentar | favorito

Dança cigana e sua história

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por ciganosdabaralha às 00:10

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 16 de Outubro de 2008

Novo ano de trabalho

 

 

 

Começou mais um ano de trabalho, que não é de trabalho, mas de realização pessoal e gosto. Este ano com os grupos definidos de outra forma, tenho a certeza absoluta, que se o ano passado foi bom este será excelente.

Começámos, nestes primeiros dias, com o estudo das origem e da língua cigana. Falámos sobre a língua Romani/Caló, sobre o o seu uso no dia-a-dia da comunidade da Baralha (uso este que se está a perder, pois só os mais velhos têm algum conhecimento verdadeiro dele) onde se utilizam ainda alguns vocábulos antigos. Hoje em dia esta comunidade utiliza uma mistura de Galego com Português e algumas palavras, essas sim, de Caló. Aparte disso, esta semana foi tempo de reuniões com o agrupamento escolar, onde a maior parte destes alunos estão inseridos, com o intuito de unir esforços, entre a escola e os ateliês dos Castiis, onde eu sou monitor, para que se consiga o aproveitamento máximo para estas crianças. Não nos podemos esquecer, que esta comunidade, ainda a bem pouco tempo andava de terra em terra, nómada de alma e coração e, que por isso, não podem ter os hábitos e costumes de pessoas que não são da sua etnia. Temos de unir forças para a sua integração, não a sua assimilação, pois os seus costumes e tradições não se poderão nunca perder, deve ser a própria comunidade em geral a fazer esforços para ajudar a preserva-los. Portugal só poderá ser rico se souber preservar as suas gentes e as suas diferenças.

publicado por ciganosdabaralha às 23:04

link do post | comentar | favorito

...

Estes são os meus meninos, como tantos outros, simplesmente são de etnia cigana. Crianças adoráveis, que desfazem totalmente as ideias pré-estabelecidas quando se contacta com elas.

 

Lurdes

 

Diogo

 

 

Gaspar

 

 

 

Rui Jorge (Tiago)

 

Gabriel

 

Sandra

 

Patrícia

 

Carla

 

Miguel

 

Hugo

 

Sandrinha

 

Rafaela

 

Júlia

 

Tamara

 

Laurinda

publicado por ciganosdabaralha às 21:24

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Viagem final

. conversas no calor da fam...

. Anima Mundi 2009

. Espinho

. São João da Madeira

. Musafir - Gypsies of Raja...

. Mais um prémio para a cur...

. Biel Ballester

. Nascemos com a música na ...

. As crianças...

. Desenhos da minha vida

. Dia Internacional Romani

. Insean Newsletter

. ...sem comentários...em p...

. ...dias felizes..

. Amigos...verdadeiros amig...

. ...o carnaval das nossas ...

. Momentos únicos

. ...filhos da estrada...

. Bruma e Moreno...obrigado...

. ...Os meus meninos...

. ...Mais um amigo nestas a...

. ...obrigado Filipa...

. ...bem vindo de novo amig...

. ...somente um banho...

. ...que haja Natal para to...

. ...brinca menina brinca.....

. Visita da escola ao acamp...

. Dia feliz na comunidade d...

. CINANIMA 2008

. Sou criança, sou menino.....

. Também aprendo com eles

. Dança cigana e sua histór...

. Novo ano de trabalho

. ...

. O Símbolo

.arquivos

. Maio 2010

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Junho 2008

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds